Vem dançar!

* Desenvolve os aspectos físico, cognitivo, social e afetivo;
* Estimula o trabalho das funções psicomotoras, tais como: esquema e imagem corporal, tônus, equilíbrio, lateralidade, dissociação do movimento, estruturação espaço-temporal; praxia global e fina, ritmo e relaxamento;
* Desenvolve as possibilidades musicais e rítmicas;
* Auxilia no contato com os fatores do movimento (espaço, tempo e intensidade);
* Desenvolve a expressividade corporal e dramatização;
* Previne deficiências físicas e posturais;
* Auxilia na percepção visual e auditiva;
* Socializa, possibilitando conviver harmoniosamente em grupo;
* Amplia a linguagem corporal do aluno e a capacidade motora;
* Desenvolve a criatividade como elemento de auto-expressão;
* Conduz o aluno a aguçar o gosto pela arte;
* Proporciona a aquisição de um corpo ágil, alongado e sadio;
* Desenvolve a disciplina; e
* Possibilita uma opção de profissão.

Fonte: Conservatório de dança

E TUDO COMEÇA ASSIM…

sempre gostei muito de dançar, desde pequena participei daqueles grupinhos de dança que são formados nas escolas, e ainda criança me enveredei nesse mundo, do qual não faço parte nos dias atuais, mas me confesso apaixonada pelos ritmos e movimentos, e pela forma como a dança nos envolve e nos transforma.

No início quis trazer os benefícios da dança que eu havia lido em um site do Conservátorio de dança, mas eu e todos sabemos muito bem que os benefício da dança vão muito além dos tópicos citados na listinha acima.

E aqui eu quero contar uma experiência que tive com um grupo de jovens, estudantes da Escola Carlos Rios na cidade de Arcoverde, em pleno sertão Pernambucano.
Moro na mesma rua do citado educandário, e em uma determinada noite vi pela janela do apartamento, duas jovens caminhando com vestidos de cetim vermelho, meias pretas e flores no cabelo; aquela cena me chamou atenção e me questionei para onde iam trajadas daquela forma; ao sair de casa mais tarde e passando pelas imediaçoes da quadra esportiva do ECR percebi que haviam pessoas dançando no meio da quadra, e as arquibancadas estavam lotadas, sem algazarra, e todos estava hipnotizados pela dança dos jovens, aquilo me chamou atenção e eu quis descobrir o que estava acontecendo ali.

Passei dias buscando informações, e nada… Em um determinado dia, enquanto estava linkada do FACEBOOK encontrei um perfil de um grupo chamado MULT DANCE, ficamos amigos e em meio a conversa com Jéssica Lopes, ofereci para que eles aparecem no XISCLUB, e qual não foi o meu espanto ao descobrir que o MULT DANCE era o grupo que dançava na quadra do Carlos Rios, e do qual faziam parte as jovens vestidas de vermelho que eu tinha visto.

Depois de muita conversa, marcamos um bate papo, que resultou num imenso carinho por eles. Descobri que a iniciativa inicial foi da professora de educação física, a super simpática Vivianne do Nascimento, dentro de um projeto chamado DANÇA NA ESCOLA, o fruto desse projeto que teve seus resultados mostrados num FESTIVAL DE DANÇA realizado no ECR, foi o grupo de jovens que permaneceram “dançando” literalmente.

Os ensaios do Mult dance começaram em maio e sua 1ª apresentação foi durante o Festival de dança, quando apresentaram uma SALSA. Em meio as descobertas veio a surpresa, eles ensaiam no horário do intervalo ou durante as aulas de educação física, mas como foi dito pela falante Wellaine eles não param de dançar, e eu percebi isso durante nosso bate papo. O grupo segue unido, e de forma descontraído mostraram que tem gingado(risos).

E ninguém se engane, lá não há apenas meninas, os meninos estão firmes e fortes, mostrando pra que vieram! Matheus que começou a estudar no 2º semetre na escola, também faz parte do grupo, diz que foi convidado e aceitou de cara, e confessa gostar muito de dançar.

O que mais me impressionou foi o brilho no olhar de cada um, a vontade expressa nas palavras de continuarem dançando, apesar das limitações, apesar da falta de recursos, o desejo de ir além supera a realidade diária de cada um, e isso me tocou bastante, porque eles poderiam estar fazendo qualquer outra coisa, mas decidiram expressar suas emoções através da dança. Percebo neles uma enorme capacidade evolutiva, e quando falo isso não me refiro apenas a dança, mas de uma forma geral. Eles querem muito mais do que conseguem vislumbrar, eles sonham, e dançam para despertar os sonhos de outras pessoas.

12 jovens, Thais, Lucas, Gustavo, Caio, Jéssica Lopes, Wesllaine, MAtheus, Janayny, Edson, Bárbara, Lucas e Luan, estudantes de uma escola pública, encontrar uma forma de quebrar barreiras, encurtar distâncias, e expressar-se, através da dança eles descobriram o que é superar as diferenças, trabalhar em unidade em prol de um único objetivo; se eles buscam fama?! Não sei… apenas vejo jovens apaixonados quem nos fazem um convite: VEM DANÇAR!!

O benefício que a dança me trouxe desta vez foi conhecê-los, e partilhar com eles alguns momentos, os quais espero sejam multiplicados, e fruto desse encontro possa ser a minha presença em muitas apresentações futuras, porque eles vão longe!!


junto ao grupo Mult Dance, eu faço o convite, junte-se a nós e VEM DANÇAR!!!

Bjs carinhososos

Mihh Valério

3 Comments

  • POxa,esse grupo é demais mesmo eu ja vi algumas apresentações deles e devo adimitir que fiquei de boca aberta! eu os parabeniso pelo seu esforço e akele 3° de camisa PRETA é um cara lindo Q só e dança muito bem! as meninas tem sorte de ter ele no grupo.

Deixe seus comentários