Poetas e cantadores de Arcoverde derramam poesia no São João 2017

Se um dia calarem a imensidão da cultura sertaneja, “as flores não terão mais poesia, da alvorada não verei a mesma beleza”. Restarão apenas lembranças.

Ao som da flauta e do violão, esses e outros versos do arcoverdense Leandro Vaz ecoaram no sábado (21/6), pela Bodega da Poesia, território fértil, ponto de resistência da poesia popular pernambucana e que, já há uma década, é polo oficial do São João de Arcoverde.

O poeta apresentou, juntamente com Noé Lira, o projeto de cantoria Outras Falas, com o qual vêm derramando poesia pelo sertão. “Maioria do repertório é autoral, mas apresentamos também outras canções que tocam a gente”, explica Noé. Nessa “busca por outras falas, outras musicalidades”, entram canções de artistas como Milton Nascimento, “que tem um trabalho voltado ao popular, às dificuldades da vida e do trabalho dos músicos”, complementa.

Ao longo da apresentação, temas do cotidiano rural e da vivência no sertão reverberam: “Eu vivia num sítio, então tenho mesmo essa influência, tento filosofar um pouco em cima desse dia a dia”, conta Leandro, salientando que “não adianta o camarada sofisticar demais, tem que manter a simplicidade, sem perder a qualidade”. O artista de 32 anos conta que sua iniciação neste universo de criação se deu aos 18, quando decidiu aprender a tocar violão para executar “as músicas diferentes do (ritmo) sertanejo, que o pessoal só vivia tocando”.

Outras Falas já existe há oito anos e, segundo Noé, “é tempo de levar o projeto ainda mais adiante, de fechar um formato que dê pra levá-lo a vários lugares, com percussão simples, flauta, violão, viola, sanfona, buscando sempre o tema nordestino”. O desejo chega em um momento especial para a poesia arcoverdense que, na avaliação de Leandro, “tá crescendo novamente, tem muita gente jovem e bacana fazendo e que precisa de mais espaços como esse aqui da Bodega”.

A poesia sertaneja segue em evidência neste domingo (25), a partir das 15h. “O turista gosta muito daqui e sai dizendo que o melhor São João de Pernambuco é em Arcoverde. A gente fica feliz de ajudar a transmitir essa imagem pro Brasil inteiro, a partir dessa parceria importante com a Prefeitura”, convida o comerciante e promotor cultural Fernando da Bodega.

Confira a programação e participe!

15h – George Silva – diversificando a poesia
16h – Antenor Cazuza
17h – Silvia Regina
19h – Cícero do Acordeon

Deixe seus comentários